Você está vendo

Memória

1934
Parte da população de Itabirito era abastecida somente por três pequenos mananciais de água: Tombadouro, Gonçalo e José Lopes. O restante da população recebia água de outras fontes, como bicas e chafarizes espalhados em diversos pontos da cidade, como por exemplo, a fonte do “Fidalgo”, situado onde hoje funciona o Athelie das Artes (foto).

1934
Com o crescimento surgiu a necessidade da busca de outras fontes de abastecimento. Assim, o Prefeito Municipal, Alberto Woods Soares criou um projeto para captação de água no Córrego Carioca. Foram construídas as barragens, redes de água e um reservatório localizado próximo a Ponte Açucena.

1944
Moradores da Rua da Carioca retiraram penas d’água da adutora (rede) para seu abastecimento.

1953
Chegada da Fundação Sesp em Itabirito contribuindo para a melhoria do abastecimento de água.
O prefeito Dr. Flávio Alves Ferreira Bastos construiu um poço artesiano na Rua Arthur Bernandes, com vazão de 15 m3/h.

1965
O Prefeito Gastão Melillo construiu nova tubulação para abastecimento da população através do reservatório Açucena.

1967
O prefeito Celso Matos Silva desapropriou a área do Córrego Seco para a construção da barragem e da tubulação que levaria água a ETA – Estação de Tratamento de Água que entrava em fase de construção.
O sonho de ter água tratada continuou na gestão do prefeito José Bastos Bittencourt que não mediu esforços para dar continuidade a construção da ETA.

1978 – Nasce o SAAE
Com o objetivo de captar, tratar e abastecer Itabirito com água potável, além de coletar esgoto, através da Lei de 1.016, 11 de julho de 1978, nasce o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Itabirito: o nosso SAAE.
Desde a sua fundação, a entidade sempre privilegiou uma postura ética e sustentável, visando ao consumo consciente e à responsabilidade ambiental.
O SAAE firmou convênio com a Fundação Sesp – órgão do Ministério da Saúde -, foram viabilizadas a adutora de água bruta e a subadutora de água tratada, interligando, respectivamente, a água captada pela ETA e a casa de bombas da Rua Paraopeba aos reservatórios: Tombadouro; Pedro Tatu; Bela Vista e Caramanchão.

1979
Inauguração da Estação de Tratamento de água, em 05/09/1979.

1989
Foi rompido o convênio de administração da autarquia que o município de Itabirito mantinha com a Fundação Sesp.

1990
É criada a Diretoria do SAAE e, com ela, um conselho gestor composto pelo prefeito de Itabirito, secretário municipal de Obras e Serviços e pelo diretor-presidente do SAAE, além de mais dois representantes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que havia incorporado a Fundação Sesp.

Ao final da década de 1990
O SAAE identificou um novo ponto de captação de água: o Córrego do Bação. A partir daí, foi executado um projeto – com o apoio da Funasa e da Caixa Econômica Federal – para levar a água desse córrego até a ETA.
Como resultado, foram construídas a Barragem do Bação e a Elevatória do Chifrão, com a finalidade de levar a água bruta até a ETA. Esse sistema de captação passa a funcionar em conjunto com o manancial do Córrego Seco, garantindo o abastecimento de água na cidade.

2005
O Saae conquista sua sede própria
Recuperação do sistema Paraopeba: Mais de 17 mil beneficiados.
Implantação do Projeto Distrito Saneados: Acordo entre Prefeitura de Itabirito, SAAE e Funasa, com investimento de R$ 1,3 milhão. Comunidades atendidas: Marzagão, Acuruí, São Gonçalo do Bação, Córrego do Bação, Ribeirão do Eixo, São Gonçalo do Monte.
Implantação do Plano Diretor de Esgoto
Abastecimento de água para o bairro Meu Sítio

2006
Implantação do Programa de melhoramento dos serviços de água e esgoto
Ampliação e modernização da sede do SAAE
Estudo de parceria para formação de consórcio com as cidades de Mariana, Ouro Preto, Rio Acima, Diogo Vasconcelos.
II Conferência Municipal de Saneamento e Meio Ambiente
Saae é reconhecido pela Secretaria Estadual de Sapude como modelo para Minas Gerais em tratamento de água.
Criação do Copão – reservatório de água para distribuição gratuita em eventos
Criação da CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

2007
Implantação do Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social
Implantação da Estação de Tratamento de Esgoto – ETE: investimento de R$ 17 milhões, com recursos do Governo Federal.
Ampliação da Estação de Tratamento de Água – ETA: investimento de R$ 1,5 milhão, em parceria com a Funasa.
Implantação do Projeto Abastecer: interligação do reservatório de 1 milhão de litros, reforma e ampliação do sistema da Barraginha, e implantação do sistema de automação de todos os reservatórios da cidade.
Obtenção da certificação GESPÚBLICA
Distribuição de copinhos de água personalizados para eventos públicos.

2008
Despoluição do Córrego da Carioca
Conclusão do Projeto Abastecer, Distritos Saneados e Ampliação da Estação de Tratamento de Água – ETA
Início da Construção da Estação de Tratamento de Esgoto – ETE
Instalação de equipamentos acústicos no Paraopeba
SAAE despolui córrego Itabirito, Cardoso, São José e Criminoso

2009
Implantação do sistema de 2ª via da conta de água gratuita
Construção das Elevatórias de Esgotos

2010
Inauguração da Estação de Tratamento de Água de Acuruí

2011
III Conferência Municipal de Saneamento Básico
Reforma do espaço físico do setor de atendimento ao cliente
Reforma da área de estacionamento interno
Criação do Projeto Fiscal da Água
SAAE assumiu compromisso de abastecer nova unidade da coca-cola FENSA